Como cultivar romã: o guia completo

cultivar romã

Como cultivar romã? Uma das frutas que está ganhando popularidade em todo o país é a romã. Ultimamente, parece que houve uma explosão de romã no mundo dos alimentos, com a fruta aparecendo em mais e mais receitas e sendo encontrada na seção de produtos de sua mercearia. Mas como jardineiro, você já se perguntou como cultivar uma árvore de romã em seu próprio jardim? É complicado? O que é necessário? Será que é possível fazer isso onde você mora?

As árvores de romã são bastante resistentes a doenças e até mesmo a pragas, o que as torna uma opção de baixa manutenção para os jardins. Algumas árvores têm tamanho anão, com apenas cerca de 0,9 metros, enquanto outras podem crescer entre 6 a 9 metros de altura. Nas climas mais quentes, as árvores de romã podem ser perenes e atrairão beija-flores de quilômetros de distância.

Se você é fã de romãs e está se perguntando se elas são adequadas para o seu jardim, continue lendo este guia sobre como cultivar uma árvore de romã.

cultivar romã

Onde as Romãs Gostam de Crescer?

Acredita-se que as romãs tenham se originado no Irã (na época era chamado de Pérsia). Rapidamente se espalhou por toda a região do Mediterrâneo, Oriente Médio, Índia, partes da África e áreas mais secas da Ásia. As romãs adoram climas quentes e secos.

Tipos de Árvores de Romã

plantar romã

Antes de começar a sua aventura de cultivo de romã, você precisa saber qual árvore estará plantando e o propósito do plantio. Aqueles que desejam cultivar romãs para consumo ou venda não devem comprar qualquer árvore de romã que vejam sem saber primeiro que tipo é.

Aqui estão três variedades para você conhecer:

Nana

A menor das árvores de romã é a árvore de romã Nana. Ela tem um pouco mais de 0,9 metros de altura e é a mais adaptável em zonas de cultivo mais frias em sua altura máxima. Esta árvore é frequentemente encontrada em paisagismo e usada como planta de borda.

Maravilhosa

A árvore de romã Maravilhosa é a romã mais comumente encontrada em todo o país e é destinada à colheita.

A variedade Maravilhosa representa 95% do mercado consumidor de romã nos Estados Unidos, portanto, se você já comeu uma romã, é provável que tenha sido uma romã Maravilhosa que você apreciou.

Os climas em que esta árvore cresce melhor são geralmente moderados ou secos e muito quentes. A árvore de romã Maravilhosa é destinada a produzir frutos (muitos, na verdade), portanto, se você deseja romãs como fonte de renda ou consumo pessoal, esta pode ser a árvore certa para você.

Doce

A árvore de romã Doce produz frutos no início da temporada. Essas romãs são frequentemente muito mais doces do que a variedade da árvore Maravilhosa. Você pode esperar uma colheita bem-sucedida dessas árvores de romã, mas o sabor pode não ser o que você está esperando se estiver acostumado ao sabor das romãs padrão, mais ácidas.

Mas Você Vai Precisar de um Pouco de Paciência…

Independentemente das árvores de romã que você escolher plantar, lembre-se de que levará pelo menos dois anos antes da sua primeira colheita de frutas. Depois de cultivar uma árvore de romã por um ano e não obter nada na temporada seguinte, você não precisa se desencorajar. Às vezes, pode levar até três anos antes que os primeiros frutos de romã comecem a se formar e amadurecer.

Como Cultivar Romã: Primeiros passos

Agora que você selecionou a variedade da sua árvore de romã, você vai querer planejar cuidadosamente quando e como plantar essa nova adição ao seu jardim.

arvore de romã

Quando Plantar

Antes de plantar sua árvore de romã, você precisa garantir que a última geada tenha passado, especialmente para árvores que ainda são muito jovens. O solo ao redor da árvore deve estar solto para que a árvore e suas raízes possam se estabelecer.

Se o solo estiver muito compacto, use um cultivador manual ou um rastelo para soltar um pouco o solo onde você está plantando a árvore. Se você planeja plantar uma fileira dessas árvores, talvez queira obter um motocultivador elétrico para soltar o solo em uma fileira.

De qualquer forma, certifique-se de que o solo esteja solto e que a temperatura esteja começando a subir. Você não quer chocar as romãs colocando-as no solo e forçando-as a passar por uma geada inesperada.

Isso poderia deixar sua árvore de romã vulnerável a doenças e pragas. O choque também poderia retardar o crescimento das suas árvores por várias semanas, mesmo que elas sejam capazes de sobreviver à queda de temperatura.

Espaçar suas árvores

Se você planeja plantar várias árvores, você deve deixar pelo menos 15-20 pés (cerca de 4,5 a 6 metros) entre cada árvore, especialmente se a colheita de frutas for o objetivo. Se você tiver arbustos ornamentais menores que está usando como uma borda, o espaçamento pode variar de seis a nove pés (cerca de 1,8 a 2,7 metros) de distância. Essas árvores precisam de espaço suficiente para se espalhar acima do solo, mas as raízes também precisam de espaço abaixo da terra para que cada árvore tenha o seu próprio espaço.

A Melhor Exposição Solar

Se você não tem certeza de onde plantar sua romãzeira, escolha uma parte do seu quintal ou jardim que receba pelo menos seis horas de luz solar direta. Essa área pode ter sombra parcial, mas evite locais totalmente sombreados, pois as romãs prosperam com sol e calor.

Se você puder escolher um local que receba mais de seis horas de sol, suas romãzeiras terão um desempenho ainda melhor.

Irrigando as Novas Árvores

Depois de plantar sua romãzeira, é importante garantir que ela tenha água suficiente nos primeiros meses. Lembre-se de que essas árvores, em geral, são bastante tolerantes a períodos secos.

Quando amadurecem e suas raízes se estabelecem no solo, elas mostram sua resistência mesmo quando a chuva é escassa. Para evitar choques e dar o melhor começo a elas, a irrigação regular é necessária.

Excesso de Água Pode Ser Perigoso

Devido à alta tolerância à seca dessas árvores, o excesso de água pode ser perigoso, especialmente quando as árvores são jovens. Se você teve chuvas excessivas na última semana e o solo está ficando encharcado, é necessário tentar drenar a água ao redor das árvores.

Embora as romãzeiras sejam geralmente resistentes a doenças, solo excessivamente úmido pode levar a infecções fúngicas, o que pode ser perigoso para uma romãzeira.

Como Cuidar da Sua Árvore de Romã

Os cuidados com a romãzeira começam imediatamente assim que você planta suas árvores. Você deve seguir vários passos semanalmente e até mesmo duas vezes por ano para incentivar o crescimento da árvore e uma colheita bem-sucedida de romãs quando chegar o momento.

Cuidados Semanais com a Árvore

Nos primeiros dois meses, é importante garantir que as árvores de romã estejam recebendo a quantidade certa de água para mantê-las hidratadas, mas sem afogá-las. Se você plantou suas árvores e passou por um período de seca incomum, talvez queira regá-las duas vezes ao dia para mantê-las hidratadas.

Certifique-se de que, ao regá-las, você o faça na base da árvore para evitar criar condições para infecções fúngicas nas folhas.

À medida que suas árvores de romã começarem a crescer e desenvolver raízes fortes, você desejará cultivar ao redor da base da planta uma vez por semana para manter o solo solto nos estágios iniciais. Você não precisa continuar fazendo isso após o primeiro ano, mas enquanto a árvore estiver se estabelecendo, é bom garantir que o solo esteja bem aerado.

Cuidados Bianuais com as Árvores

Duas vezes por ano, você precisa adicionar adubo ao seu solo para fornecer às suas árvores de romã os nutrientes de que precisam. Embora elas possam sobreviver em solos pobres, elas prosperarão em solos que foram corrigidos. Ao adicionar adubo ao solo durante esses períodos, você pode repor os nutrientes que as árvores de romã absorveram e até mesmo alterar o pH do solo para torná-lo mais ácido para as árvores.

Isso é necessário apenas até você obter sua primeira colheita de romãs. Uma vez que as frutas apareçam durante a estação de crescimento, você pode reduzir o adubo para uma vez por ano após o fim da estação e quando o inverno estiver chegando à região.

Muito adubo ao longo do tempo pode queimar uma árvore de romã e suas raízes. Assim como a água, existe um excesso de coisas boas no excesso de adubação, e o fato de uma colheita estar sendo produzida significa que a necessidade de adubo é reduzida.

Poda

O momento de podar suas árvores de romã depende de como elas estão crescendo. Depois de reduzir sua manutenção semanal para regar, você ainda deve sair uma vez por semana e examinar sua árvore de romã.

Certifique-se de remover imediatamente quaisquer brotos antes que cresçam muito. Se não forem podados adequadamente, a forma da sua árvore começará a mudar.

Se você deseja incentivar uma produção mais alta quando chegar a hora, poda algumas das ramificações. Isso permite que a árvore se concentre nos frutos e no crescimento. Como sempre, se você ver quaisquer ramos que pareçam doentes ou morrendo na árvore, remova-os antes que a infecção se espalhe e cause danos graves à árvore.

Reduzir Pragas e Doenças

Embora não seja segredo que a árvore de romã seja bastante resistente a doenças e pragas, há momentos em que elas conseguem se sobressair devido às condições atuais.

Árvores que estão sob estresse são mais suscetíveis, portanto, manter sua árvore de romã saudável é a melhor defesa contra doenças e pragas.

Esteja atento a pragas comuns como cochonilhas, pulgões, moscas-brancas e borboletas da romã, que aproveitam os arbustos e árvores que não foram podados adequadamente. Elas se alimentam de galhos doentes e depois invadem as árvores, causando desastres.

Quando há excesso de água, é possível esperar doenças como a podridão mole e manchas nas frutas, causadas por infecções fúngicas. Considere utilizar um fungicida e inseticida orgânico em suas árvores de romã semanalmente para evitar que qualquer uma dessas doenças assuma o controle e destrua as árvores nas quais você trabalhou duro para cultivar.

Desfrutando os Frutos do Seu Trabalho: Tempo de Colheita

colhendo romãs

Agora que as duas primeiras estações de crescimento passaram, chegou o terceiro ano e você começa a perceber pequenas romãs crescendo nos galhos. Certifique-se de manter os cuidados preventivos com a árvore de romã para afastar insetos e fungos. Existem diversos sinais a observar para saber quando é o momento de colher suas romãs.

  • Cor
  • Forma
  • Som

A primeira coisa que você nota nas suas romãs é que a cor ficou mais escura e profunda. Elas não parecem brilhantes ou lustrosas, mas a cor é tão intensa que parece um pouco opaca e unidimensional.

Se você acha que a cor mudou, é preciso observar mais de perto a forma da fruta. As romãs maduras serão mais alongadas e terão uma aparência mais hexagonal, com cantos em vez de serem totalmente redondas.

Por fim, você deseja bater levemente com o dedo na romã e verificar se o som retorna. Ele soará metálico ou até mesmo um pouco metálico.

Se as suas romãs atenderem a todos esses critérios, então é hora de colher a fruta.

Remova a Fruta com Cuidado

Ao começar a colher suas romãs, você não pode simplesmente arrancá-las da árvore, pois isso pode danificar tanto a árvore quanto a fruta. Em vez disso, utilize tesouras de poda e corte o caule próximo à fruta.

Armazenando Romãs

Uma romã completamente intacta e sem danos poderá ser mantida em temperatura ambiente por 1 a 3 semanas. Quando refrigeradas, as romãs durarão ainda mais, cerca de dois meses.

Se uma romã estiver rachada, ela não se manterá e deve ser utilizada imediatamente. O suco e os arilos da romã podem ser congelados por até um ano.

Usos Culinários Comuns para Romãs

culinária com romã

Depois de esperar pacientemente pela sua colheita de romãs, você pode se perguntar: “Como vou consumir todas essas frutas?” Se você pensa que as romãs servem apenas para fazer suco ou salpicar em saladas, está prestes a ter uma surpresa saborosa.

As romãs são frutas versáteis com uma variedade de usos culinários. Há os mais conhecidos, como em saladas (tanto na forma de arilos quanto como vinagrete para salada), sucos e smoothies. No entanto, as romãs também podem ser transformadas em bebidas como chá ou limonada, utilizadas em sobremesas, incorporadas à confeitaria e até mesmo ter um lugar em pratos salgados.

Em Conclusão

fruta romã

Se você vive na zona de plantio adequada, esperamos que este guia tenha sido útil ao fornecer o que você precisa saber sobre como cultivar uma árvore de romã em seu jardim. Ao tomar medidas para garantir um bom começo para sua árvore, você garantirá que ela esteja saudável o suficiente para combater doenças e pragas.

Dar à sua árvore os cuidados adequados resultará em uma colheita abundante de romãs que você poderá desfrutar durante todo o inverno.

2 comentários em “Como cultivar romã: o guia completo”

  1. Olá, bom dia.
    Tenho um pé de Romã, ja tem vários anos, mas não produz.
    Ele dá flores, mas não frutificam. Elas caem.
    O que pode estar acontecendo?
    Obrigado.

    Responder
    • Olá! Obrigado por compartilhar sua preocupação. A falta de frutificação em seu pé de Romã pode estar relacionada a alguns fatores. Primeiro, certifique-se de que seu pé de Romã esteja recebendo a quantidade adequada de luz solar, pelo menos 6 horas por dia.

      Além disso, é importante garantir uma boa drenagem do solo e evitar o excesso de água, já que o solo encharcado pode prejudicar o desenvolvimento das frutas. Uma adubação equilibrada também é fundamental. Você pode tentar aplicar um fertilizante rico em potássio na primavera para promover a frutificação.

      Outro fator a considerar é a polinização. As flores de Romã requerem polinizadores, como abelhas, para que a frutificação ocorra. Certifique-se de que há polinizadores suficientes na área.

      Por último, a idade da árvore pode influenciar. Árvores jovens podem demorar alguns anos para começar a produzir frutos. Espero que essas dicas ajudem a melhorar a produção de frutas em seu pé de Romã. Boa sorte e continue cuidando bem da sua árvore!

      Responder

Deixe um comentário