Como podar árvores frutíferas crescidas em 7 etapas fáceis

arvores frutiferas

Suas árvores frutíferas crescidas demais precisam de uma poda? Dependendo do tipo de árvore, bastam algumas etapas simples para que consiga podar árvores frutíferas. Neste artigo, a especialista em jardinagem Melissa Strauss compartilha as etapas simples que você pode seguir para podar uma árvore frutífera que cresceu demais em seu quintal ou jardim.

podar árvores frutíferas

Cultivar e colher suas próprias frutas pode ser um processo maravilhoso e gratificante. As árvores frutíferas requerem alguns cuidados. Embora não seja um trabalho extenso se for mantido, o trabalho deixado de lado se acumula com o tempo. Isso torna bastante trabalhoso restaurar uma árvore à sua antiga glória.

Se os galhos ficarem amontoados no interior da árvore, isso pode limitar a quantidade de luz solar e a circulação de ar para os galhos internos. Outros problemas com árvores frutíferas crescidas demais incluem uma árvore que é muito alta para ser cuidada. Manter as árvores frutíferas em uma altura controlável facilita muito a colheita dos frutos.

Outro motivo pelo qual você pode querer podar sua árvore frutífera é para melhorar a qualidade dos frutos. Quando uma árvore tem muitos brotos de segundo e terceiro anos, ela produzirá mais frutos do que a árvore pode suportar. Sua árvore pode deixar cair os frutos antes de estarem maduros ou pode produzir frutos de qualidade inferior. Sei que parece contraintuitivo, mas mais frutas nem sempre é o melhor. Qualidade e quantidade nem sempre andam de mãos dadas.

A maioria das árvores frutíferas precisa de manutenção regular para continuar produzindo a melhor colheita. Isso é vital para a saúde da árvore e a qualidade da colheita. Se você herdou recentemente algumas árvores frutíferas crescidas demais ou simplesmente ficou muito ocupado para podar por alguns anos, não tem problema. Aqui estão 7 etapas a serem seguidas para que sua árvore frutífera volte às melhores condições.

Etapa 1: Comece com as ferramentas certas

ferramentas para poda

Antes de começar, certifique-se de que você tem as ferramentas certas para o trabalho. Como as árvores frutíferas podem crescer bastante e estamos podando uma que está muito crescida, uma serra de poda é quase certamente necessária. Isso será muito útil para cortar os galhos maiores que precisem ser derrubados.

Provavelmente, você precisará de uma escada para esse trabalho. Também não é uma má ideia estar armado com tesouras de mão e podadores. Talvez você encontre alguns galhos menores que precisem ser aparados. Isso será mais fácil com uma tesoura do que com uma ferramenta maior.

Por fim, você pode considerar alguns equipamentos de segurança para essa tarefa. Luvas de jardinagem ajudarão a proteger suas mãos, principalmente dos espinhos em uma árvore cítrica.

Óculos de segurança são sempre uma boa ideia quando se trabalha com a poda de galhos acima da cabeça. Dependendo do tamanho da árvore e dos galhos que estão sendo removidos, um capacete pode ser útil.

Etapa 2: Faça um plano

poda de árvores

Não importa se você está aparando uma ameixeira ou algo tropical como uma goiabeira, começar com um plano é essencial antes de cortar os galhos crescidos demais.

Antes de começar a cortar, dê uma boa olhada na árvore de todos os ângulos e decida quais galhos precisam ser removidos para a saúde da árvore. Além disso, decida quais galhos estão interferindo na forma e na saúde geral da árvore. Observe os galhos que se cruzam e todas as áreas em que os galhos estão amontoados.

O formato ideal para a maioria das árvores frutíferas é em forma de cálice ou de vaso. Os galhos devem se arquear para fora do tronco sem cruzar o meio da árvore.

Deve-se considerar também a acessibilidade dos frutos. Considere quanto trabalho você quer ter quando for a hora da colheita e deixe que isso influencie no tamanho da árvore.

Finalmente, e essa é a etapa mais importante do planejamento: Sua árvore frutifica na madeira nova ou na madeira velha? Muitas espécies de árvores frutíferas só produzem frutos na madeira do ano anterior. Por exemplo, ameixas, damascos e cerejas só produzem frutos em madeira do crescimento do ano anterior. Qualquer coisa nova não produzirá frutos, e você não vai querer apará-las!

As maçãs gostam de madeira de 2 anos ou mais para obter os melhores frutos; as peras são semelhantes. Há algumas árvores que produzem frutos em crescimento recente, como pêssegos e nectarinas, mas, mesmo assim, muitas delas produzem frutos mais saborosos em madeira mais velha.

Antes de começar a desmontar a árvore, você precisará desenvolver um plano com base no formato e na condição da árvore para garantir que deixe madeira velha suficiente para o bom desenvolvimento dos frutos!

Etapa 3: Remover partes mortas e doentes

remover galhos doentes

Os primeiros cortes devem ser feitos em um esforço para remover os galhos mortos e danificados da árvore. O corte de todos os galhos danificados ajudará a planta a redirecionar a energia do reparo para a produção de frutos.

Há um fator importante que vou mencionar aqui: nunca se deve remover mais de 25% dos galhos de uma árvore em um ano.

Quanto mais tempo a árvore ficar sem cuidados, mais cortes serão feitos. Mas você não quer estressar a árvore. Mais importante ainda, você não quer um monte de crescimento novo no primeiro ano sugando todos os nutrientes que a árvore deveria estar usando para produzir frutos.

Munido desse conhecimento, entenda que trazer essa árvore de volta à condição ideal pode ser mais do que apenas uma poda única. Pode ser necessário mais um ano para que a árvore volte a um estado mais saudável.

Etapa 4: Remova as ventosas e os brotos de água

brotos de água

Identifique os sugadores (galhos que crescem a partir da base da árvore) e os brotos de água (galhos finos que crescem diretamente para cima). Esses galhos não beneficiam a árvore de forma alguma. Na verdade, eles retiram nutrientes e energia que seriam mais bem aproveitados em outro lugar.

É improvável que todos esses pequenos galhos produzam frutos. Na verdade, eles só atrapalham e tornam a poda mais complicada. A remoção desses galhos tornará sua visão da árvore mais clara. Assim, será mais fácil ver os hábitos de crescimento da árvore e ter uma ideia melhor de como equilibrar os ramos principais.

Corte esses galhos o mais rente possível. Evite deixar pedaços do galho, pois eles desenvolverão suas próprias ventosas e brotos de água, e você terá que lidar com o mesmo problema novamente.

Cortar esses galhos rente não garante que não haverá novo crescimento nesses locais. Entretanto, cortá-los o mais rente possível será mais agradável esteticamente e eles se curarão bem.

Etapa 5: Remova os galhos voltados para baixo e os galhos que se cruzam

galhos para baixo

Identifique os ramos que estão crescendo para baixo. Eles estarão na sombra e provavelmente não produzirão frutos. Eles devem ser removidos da mesma forma que os sugadores e os brotos de água.

Observe o interior da árvore e identifique os locais onde os galhos crescem em direção ao centro da árvore ou cruzam outros galhos. Esses galhos se esfregam uns nos outros, fazendo com que os frutos caiam prematuramente. Eles também inibem a luz solar e o fluxo de ar pelo centro da árvore.

Quando uma árvore frutífera está muito cheia no centro, os frutos desses galhos não recebem luz solar suficiente. Limitar a luz solar e o ar no interior da árvore também pode torná-la mais suscetível a doenças, principalmente as fúngicas.

Por fim, corte todos os galhos que estejam a menos de 4′ do solo. Esses ramos geralmente são mais finos e flexíveis. O problema com esses ramos é que eles cairão quando estiverem carregados de frutos, e você pode acabar com os frutos apoiados no chão.

Etapa 6: Identificar o líder

podando árvore

O líder é o ramo principal, também conhecido como tronco da árvore. Esse é o ramo a partir do qual todos os ramos secundários crescem. O tratamento desse ramo será determinado pela forma que você deseja para a árvore e se ela cresceu demais.

Normalmente, é desejável que uma árvore frutífera tenha camadas bem equilibradas. Isso significa que o líder produzirá ramos secundários e, a partir dos ramos secundários, crescerá a terceira camada.

Isso é desejável porque cria uma estrutura forte e equilibrada. Isso contribui para a natureza estética da árvore, bem como para sua integridade estrutural.

O corte do líder estimulará o crescimento dos ramos da terceira camada. Apare o líder cerca de 24″ acima dos ramos de segundo nível.

Isso evitará que a árvore continue crescendo rapidamente para cima e fará com que ela se ramifique mais para fora, facilitando a colheita. Se você quiser que a árvore cresça mais alto, evite cortar esse galho.

Etapa 7: Escolha as ramificações de apoio

poda galhos

Decida quais ramos você gostaria que fossem os ramos de apoio de segundo nível. Como um ramo de frutas maduras pode se tornar bastante pesado, é importante que os principais ramos de suporte da árvore sejam os mais fortes.

O excesso de ramos de segundo nível resultará em uma situação desordenada no interior da árvore. Identifique os galhos mais fortes que saem do líder. Eles formarão a melhor segunda camada. Faça a poda de todos os galhos mais curtos e mais finos do que esses para obter uma aparência equilibrada.

Considere o equilíbrio ao podar os ramos secundários. Você pode decidir manter um ramo que ainda não é tão forte, simplesmente porque ele criará uma forma mais agradável e equilibrada em longo prazo. Ao contrário, talvez seja necessário podar um galho maior se ele perturbar o equilíbrio da árvore, pesando em um dos lados.

Seus últimos cortes serão para limpar os ramos da segunda e terceira camadas. Se houver um conjunto forte de ramos da terceira camada provenientes da segunda camada, repita o mesmo processo e afine a terceira camada, deixando os ramos mais fortes e criando equilíbrio.

Depois de ter três camadas bem equilibradas, corte todos os galhos pequenos que estejam crescendo da segunda e da terceira camadas. Tudo o que for mais fino do que um lápis deve ser retirado, pois esses ramos podem produzir frutos, mas é improvável que sustentem os frutos à medida que amadurecem.

Considerações finais sobre podar árvores frutíferas

Ao podar uma árvore frutífera com crescimento excessivo, lembre-se de duas coisas: primeiro, você precisa saber se sua árvore precisa de madeira velha para produzir frutos e, segundo, não mais do que 25% dos galhos devem ser removidos em um ano. Isso pode significar voltar à árvore no próximo ano para terminar o trabalho, mas resultará em uma árvore mais forte em longo prazo.

Se você seguir essas etapas, conseguirá fazer com que sua árvore frutífera volte a ser uma árvore bem equilibrada que produz e sustenta uma colheita forte e deliciosa.

Deixe um comentário