Cultivar Framboesas em Recipientes da forma correta

Cultivar Framboesas em Recipientes

O cultivo de framboesas em recipientes é uma ótima maneira de obter frutas em um espaço pequeno. Nosso guia lhe diz como fazer isso da maneira correta!

Cultivando framboesas

Você sempre quis cultivar framboesas, mas não tem um espaço permanente? Ou talvez sua área de plantio não receba muito sol? Talvez seu apartamento não tenha um quintal ou jardim, mas tenha uma varanda ou deck ensolarado?

O cultivo de framboesas em recipientes é fácil e, se você escolher as variedades certas, poderá colher framboesas frescas várias vezes durante a estação!

Há também razões práticas para cultivar framboesas em recipientes:

  • As framboesas em vasos podem ser transferidas para um local ensolarado ou para uma nova residência;
  • O conteúdo de nutrientes e a saúde do solo podem ser controlados;
  • A propagação invasiva é contida.

Agora é o momento perfeito para cultivar framboesas em recipientes! Compartilharemos as técnicas certas para você começar. Mas vamos começar com algumas ótimas sugestões para o cultivo perfeito de framboesas em recipientes!

GUIA DE CUIDADOS RÁPIDOS

cuidados framboesas

Nomes comuns: Framboesa vermelha, Framboesa europeia
Nome científico: Rubus idaeus
Meses de colheita: Plantação no verão, junho/julho; variedades perenes, junho e setembro
Luz: sol pleno
Água: Umidade consistente
Solo: levemente ácido (pH 6,0-6,2), rico, bem drenado
Fertilizante: Composto e fertilizante orgânico NPK balanceado
Pragas: Pulgões, brocas da cana, besouros da framboesa/vermes da fruta, pássaros
Doenças: Antracnose, broto, podridão da cana, podridão de Botrytis (mofo cinzento), vírus do enrolamento da folha da framboesa.

As melhores framboesas para recipientes

Cultivar framboesas

Há algumas variedades mais novas de framboesa do tipo arbusto totalmente destinadas a recipientes, mas as variedades tradicionais de frutificação de verão e de sempre-vivas também podem se dar bem em vasos. Ao escolher sua variedade, decida quando gostaria de colher as bagas. As variedades de frutificação de verão amadurecem em um mês, por volta do final de junho, e as variedades perenes produzem bagas maduras em meados do verão e no início do outono.

Quando pensamos em framboesas, geralmente imaginamos as frutas vermelhas e pequenas (Rubus idaeus), mas lembre-se de que há outras variedades que produzem deliciosas bagas amarelas ou douradas, roxas e pretas. Muitas vezes fico surpreso com o sabor doce e típico de framboesa das variedades amarelas/douradas, pois elas parecem ter outro sabor!

Muitas variedades de framboesa se dão bem em um jardim de contêineres. Recomenda-se o plantio de plantas certificadas e livres de doenças em viveiros. Continue lendo para obter algumas ideias.

Framboesa Shortcake: Essas framboesas do tipo arbusto foram desenvolvidas para serem cultivadas em recipientes. As plantas são compactas e não têm espinhos, com formato arredondado de arbusto, o que é excelente para o paisagismo. Suas bagas vermelhas fáceis de colher amadurecem no meio do verão. A Raspberry Shortcake é autopolinizadora e não requer estacas, pois suas hastes são próximas umas das outras e atingem apenas de 2 a 3 pés de altura.

Arbusto de framboesa Heritage: a Heritage é uma variedade de arbusto perene que também cresce bem em recipientes sem suporte. A Heritage é a variedade vermelha mais comum e cresce prolificamente na maioria dos climas, atingindo até 1,5 metro de altura. As bagas são grandes e congelam bem.

Red Latham: A Red Latham é uma variedade autopolinizadora de verão que frutifica no final de junho a meados de julho. As hastes atingem de 1 a 2 metros de altura e produzem bagas de cor vermelha brilhante. Com menos folhagem do que outras variedades, é conveniente cultivá-la em recipientes e precisará de estacas.

Anne: A Anne é uma variedade autopolinizadora e perene que produz bagas amarelas claras e doces. As novas canas frutificam no outono do primeiro ano e no início do verão do segundo ano. Os produtores elogiam o sabor doce e a resistência ao frio.

Framboesa Glencoe Purple Thornless Floricane: A Glencoe Purple é um cruzamento entre plantas de framboesa preta e vermelha, o que resulta em sua linda cor roxa e excelente sabor. É uma variedade arbustiva que não se espalha e atinge menos de um metro de altura, o que a torna excelente para um jardim em recipiente. Tolera melhor o calor do que algumas variedades.

Cultivar Framboesas em Recipientes

plantar framboesas

Agora que você tem algumas ideias de quais variedades cultivar, aqui estão algumas dicas de como cultivar framboesas em um recipiente.

Preparação do recipiente

O cultivo de framboesas em vasos largos e profundos garantirá que as plantas tenham espaço suficiente para o novo crescimento e para as estacas ou treliças, caso seja necessário um suporte. Uma bengala se sairia bem em um vaso de 25 cm e, se estiver plantando várias bengalas, experimente usar meio barril. Sacos de cultivo também são uma opção, mas podem ser menos estáveis do que uma plantadeira de plástico ou madeira. Lembre-se de que os recipientes precisam de orifícios de drenagem ou ser de material não tecido para permitir a drenagem do excesso de água. As framboesas detestam ter “pernas molhadas”.

As variedades de verão precisam de suporte, pois suas hastes tendem a ser mais altas e se curvarão com as frutas de verão. Há muitas opções para apoiar seus caules. Dependendo do formato do seu recipiente, as gaiolas para tomates funcionam bem. Uma opção mais simples e econômica é pressionar estacas altas de jardim no perímetro de cada recipiente e amarrar barbante ao redor delas em várias alturas para obter apoio.

Requisitos do solo

Um dos principais benefícios da jardinagem em recipientes é a capacidade de controlar o tipo de solo e os nutrientes. As framboesas em vasos requerem solo levemente ácido (pH 6,0-6,2), com retenção de nutrientes e boa drenagem. Para fins de comparação, os mirtilos requerem solo bastante ácido, com pH entre 4,5 e 5,5.

Qualquer solo de envasamento bom e ensacado funcionará bem para esses recipientes, embora seja importante alterar o solo de envasamento com elementos acidificantes, como adubo, esterco envelhecido ou musgo de turfa. O composto e o estrume também fornecem nutrição essencial, e a turfa ajuda a reter a umidade. Se você puder encontrar uma mistura para vasos que seja otimizada para plantas que adoram ácido, melhor ainda. Um fertilizante NPK balanceado completa as necessidades nutricionais.

Plantio de framboesas

As framboesas são vendidas como raízes nuas dormentes ou plantas vivas em vasos. As hastes de raiz nua parecem bastante desgrenhadas e inexpressivas, e você pode sentir a necessidade de colocar mais de uma haste em um recipiente pequeno. Para manter a saúde da planta e a produção de bagas de dinamite, limite-se a uma cana por recipiente de dezesseis polegadas.

Depois de colocar a mistura de terra para vasos emendada no recipiente, faça um buraco grande o suficiente para que a planta de raiz nua fique confortavelmente acomodada sem apertar as raízes. O solo deve cobrir a planta cerca de 1 a 3 polegadas acima das raízes. Pressione suavemente o solo ao redor das raízes e regue bem. Não se esqueça de adicionar mais terra se notar que o solo se assenta após a rega.

O método de transplante de uma planta viva em vaso é quase idêntico, exceto pelo fato de que ela deve ser colocada na mesma profundidade em que estava crescendo no vaso.

Após o transplante de plantas de raiz nua ou de plantas vivas em vasos, coloque as estacas ou treliças para não danificar as raízes ao colocá-las mais tarde. Aplique cobertura morta na superfície do solo com palha, lascas de madeira ou material orgânico semelhante. A cobertura morta ajuda a controlar as ervas daninhas e, o que é mais importante para as framboesas, preserva a umidade.

Cuidando da sua planta de framboesas

plantio de framboesas

Agora que suas plantas estão estabelecidas em seus vasos espaçosos, algumas condições precisam ser atendidas para garantir uma ótima colheita.

Luz solar e temperatura

As framboesas podem tolerar sombra parcial, mas a colheita das bagas será muito melhor se você puder encontrar sol pleno. As framboesas são sensíveis a altas temperaturas.

Rega

Em geral, um jardim em recipiente requer mais água do que as plantas cultivadas no solo devido à exposição e à menor proteção contra os elementos. Evite plantar em vasos de terracota não esmaltados, pois eles absorvem a umidade do solo muito rapidamente.

O segredo é manter o solo consistentemente úmido, mas não molhado. Regar de duas a três vezes por semana geralmente é suficiente. Em áreas com muito vento, climas quentes e secos ou durante ondas de calor, talvez seja necessário regar as framboesas em vasos algumas vezes por dia. Uma mangueira de rega pode proporcionar uma rega lenta e profunda.

Quando as plantas pararem de produzir bagas, não será mais necessário regar regularmente.

Se você mora em uma região com invernos rigorosos, considere a possibilidade de passar o inverno com os vasos em uma garagem sem aquecimento. Regue as plantas apenas o suficiente para mantê-las vivas durante os meses de inverno e, em seguida, leve-as de volta para uma área ensolarada após a data de isenção de geada da sua região.

Fertilização

A adição de um fertilizante balanceado ao preparar o solo para o plantio proporcionará um aumento nutricional para as plantas. Quando combinado com o composto no momento do plantio, um fertilizante orgânico em pó 10-10-10 ajudará a sustentar suas plantas por 3 a 4 meses. Enquanto as plantas estiverem crescendo, você também pode suplementar uma ou duas vezes por mês com um spray foliar de fertilizante líquido de alga marinha para obter suporte contínuo.

Na primavera após a primeira estação de crescimento, fertilize as framboesas do recipiente novamente com o fertilizante 10-10-10, uma vez em março e outra em maio. Adicione adubo ao recipiente durante toda a estação e cubra a superfície do solo para controlar as ervas daninhas e a umidade.

Poda

As variedades vermelhas e amarelas produzem novas hastes verdes, chamadas primocanas, todos os anos. As primocanas não produzem frutos no primeiro ano. Elas ficam marrons e amadurecem de uma estação para outra e estão prontas para produzir frutos no segundo ano. É importante saber isso para a poda e a manutenção de suas plantas.

A poda é necessária várias vezes durante a estação:

  • Na primavera, para limpar as hastes danificadas ou doentes
  • No meio da estação para controle de tamanho e altura
  • Limpeza no outono após a colheita para preparar as plantas para o inverno.

A limpeza de outono é a época de poda mais intensa. Faça a poda de canas verdes grandes até 4 a 5 pés e, usando uma boa tesoura de poda, corte as mais fracas até 1 polegada. Corte os galhos marrons que terminaram de frutificar até a linha do solo. Faça a poda durante o tempo seco para evitar a exposição a doenças fúngicas prejudiciais.

Para dar um impulso na primavera, passe o inverno com as framboesas em vasos em uma garagem ou galpão sem aquecimento. Com pouca frequência de rega, elas ficarão dormentes. Mover as plantas para um local ensolarado e quente na primavera e adicionar água as despertará.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

problemas framboesas

Embora haja apenas algumas questões a serem observadas, elas podem se tornar problemas graves. Continue lendo para saber qual é a melhor maneira de evitar esses problemas antes que eles comecem.

Pragas

Os pulgões perfuram as células individuais das plantas e devoram seus sucos. Se você observar folhas encaracoladas, amarelas ou malformadas em suas plantas, pode ter um problema com pulgões. Procure os pequenos insetos na parte inferior das folhas e nos caules das plantas. Um spray de óleo de neem é eficaz para controlar essas pragas.

As brocas de cana são pragas de besouros que comem as pontas das novas canas das plantas. Se você notar que as pontas de suas canas parecem murchas, dê uma olhada mais de perto! Os besouros são delgados e têm ¼ de polegada de comprimento, com um pescoço vermelho-cobre. Suas larvas são brancas e parecidas com larvas. Para tratar, podar as canas pelo menos 15 cm abaixo de onde começa a murcha, o que também deve remover qualquer larva escondida.

Os danos causados pelo besouro da framboesa e pela lagarta da fruta são fáceis de detectar. Os adultos pequenos e marrom-avermelhados do besouro esqueletizam as folhas e os galhos novos. Os vermes das frutas são suas larvas que se enterram nas tampas das frutas e os vermes são óbvios. É possível colher manualmente os minúsculos vermes, mas um spray de Bacillus thuringiensis pode ser mais eficaz. O Bacillus thuringiensis é certificado para uso em jardins orgânicos e não prejudica as abelhas e outros insetos benéficos.

Os pássaros gostam de comer framboesas tanto quanto você! Se os pássaros da vizinhança se interessarem pelas bagas maduras, cubra as plantas com uma rede de proteção.

Doenças

As pragas fúngicas, como a antracnose, a praga do esporão e a praga da cana, causam buracos, manchas e feridas que se espalham nas canas e, por fim, a morte da planta. Os fungos se desenvolvem em condições úmidas e se espalham de planta para planta por meio de respingos de água. Os fungos são difíceis de tratar e podem permanecer por dois anos ou mais. As canas infectadas devem ser podadas e destruídas (não compostadas). A prevenção de doenças é o melhor caminho: podar somente durante o tempo seco, manter as plantas saudáveis regando e fertilizando adequadamente e comprar variedades resistentes.

A podridão de frutas Botrytis (fungo do mofo cinzento) afeta as espinheiras e outras bagas durante o tempo chuvoso, nublado e quente prolongado. As flores e os frutos ficam cobertos por um pó cinza felpudo e se espalham para os frutos próximos durante a colheita. A podridão de frutas por Botrytis pode ser evitada. Seus recipientes precisam de boa drenagem, bastante fluxo de ar entre as folhas e as plantas e sol pleno. Se você observar mofo cinza nas bagas, remova-as e descarte-as com cuidado.

O Raspberry Leaf Curl Virus é uma doença incurável causada por pulgões. Os sinais da doença incluem folhas descoloridas e enroladas, canas quebradiças e frutos esfarelados. O tratamento para essa doença consiste em remover as plantas infectadas. Ao comprar plantas, certifique-se de que elas sejam certificadas como livres de vírus. Também é importante limpar suas tesouras de poda e outras ferramentas de jardinagem para evitar a propagação de doenças para plantas saudáveis.

Deixe um comentário